História da Corrida de Reis

HISTÓRIA DA PROVA

A Corrida de Reis foi realizada pela primeira vez em 1.985, organizada pela TV Centro América. O nome da prova surgiu em homenagem aos 3 Reis Magos (data religiosa comemorada no dia 6 de janeiro) e reunia nos primeiros anos da competição, uma média de 200 a 300 corredores – a maioria atletas de Mato Grosso.

História da Corrida de Reis (fotos de arquivo)

Com o passar dos anos, a Corrida de Reis foi crescendo dentro do Estado e ganhando reconhecimento e espaço no calendário de atletismo na região Centro-Oeste e hoje, em nível nacional.

Hoje, vinte e seis anos depois da primeira prova, a Corrida de Reis é a prova de rua mais importante do Centro-oeste, reunindo atletas de nível nacional e internacional. A participação de corredores de vários estados brasileiros elevou o nível técnico da competição.

Quando a TV Centro América começou a premiar em dinheiro os três primeiros colocados, o número de inscrições aumentou ainda mais. Em 1.995, a prova bateu o recorde de inscritos, cerca de 2.000 corredores, 900 a mais que em 94. Desde 1.997, o número de inscritos foi fixado em 3 mil participantes, em 2005 e 2006 o número de participantes foi de 5.000 atletas, em 2007 o número de inscritos foi para 6.000 atletas, em 2008, 7.500 participantes e a partir de 2009, 10.000 inscritos são inscritos na prova.

A primeira Corrida de Reis realizada em 1.985, teve como vencedor Juarez Sabino e Jorilda Sabino. Na época, Jorilda tinha 14 anos e foi considerada a Cinderela Descalça, pois corria sem tênis. Atualmente, Jorilda Sabino ao lado da prima Nadir Sabino e de Viviane Anderson detêm o título de tetracampeãs da prova. No masculino o mineiro Amauri Ribeiro, e Daniel Lopes  detêm o título de tetracampeões da prova.

Um dos momentos mais delicados é a largada, que requer cuidado dos atletas profissionais que corriam ao lado dos amadores. Para evitar tumulto, a organização criou o pelotão de elite, formado pelos corredores melhores colocados na Corrida de Reis e nas provas de nível nacional.
A partir de 97, o pelotão de elite passou a ser composto por 100 atletas, 70 no masculino e 30 no feminino.

Para 2009, serão 150 corredores na elite, sendo formado pelos 100 melhores colocados no masculino e 50 no feminino (da XXIV Corrida de Reis 2008), mais 50 atletas que comprovarem ter participado em outras corridas de nível nacional e internacional em 2008/2009 e ter se classificado entre os 10 primeiros colocados.

O PERCURSO

A Corrida de Reis tem um percurso de 10 quilômetros. A largada é próximo a Ponte Sérgio Motta, em Várzea Grande acompanhando o seguinte trajeto: Av. Beira Rio, Av. Tenente Coronel Duarte com chegada na Av. Historiador Rubens de Mendonça, em frente à Praça das Bandeiras.

Em 25 anos de prova, o percurso da Corrida de Reis teve poucas mudanças. A primeira ocorreu em 1989. A linha de chegada que ficava na avenida do CPA, antes do viaduto da Miguel Sutil, passou para a avenida Marechal Deodoro no ano de 2004, em frente à TV Centro América, posteriormente teve sua chegada na avenida Mato Grosso e para 2009 a chegará será na Av. Historiador Rubens de Mendonça, em frente à Praça das Bandeiras.

A largada também teve uma alteração, agora com a saída próximo a ponte Sérgio Mota. No total, os corredores vão percorrer cinco avenidas. A primeira é a Av. Dr. Paraná, em Várzea Grande, depois de cruzarem a ponte Sérgio Mota, os corredores entram na avenida Beira Rio e em seguida na Ten. Coronel Duarte, conhecida como Prainha e daí seguem em frente pela Av. Historiador Rubens de Mendonça, onde estará a faixa de chegada.

TECNOLOGIA

A cada ano, a prova e a organização vêm se superando. A grande novidade foi o uso do chip eletrônico, que é instalado pela mesma equipe que trabalha na São Silvestre, Meia Maratona do Rio, Meia Maratona Internacional de São Paulo.

Com o chip magnético, é possível agilizar a computação das informações para a classificação do atleta. O chip armazena todas as informações do atleta e evita fraudes e também dá o tempo de cada corredor.

CAMPEÕES

Conheça abaixo todos os campeões da Corrida de Reis:

1985 – Jorilda Sabino e Juarez Sabino
1986 – Jorilda Sabino e Tadeu Dias
1987 – Jorilda Sabino e Amauri Ribeiro
1988 – Jorilda Sabino e Amauri Ribeiro
1989 – Nadir Sabino e Airton Miro
1990 – Nadir Sabino e Amauri Ribeiro
1991 – Cleuza Irineu e Amauri Ribeiro
1992 – Nadir Sabino e João Neto
1993 – Solange Cordeiro e João Neto
1994 – Cleuza Irineu e João Neto
1995 – Viviane de Oliveira e Tomix Alves
1996 – Nadir Sabino e Daniel Lopes
1997 – Viviane de Oliveira e Ronaldo da Costa
1998 – Viviane de Oliveira e Adalberto Garcia
1999 – Viviane de Oliveira e Valdenor dos Santos
2000 – Fabiana Silva e Daniel Lopes
2001 – Márcia Narloch e Daniel Lopes
2002 – Maria Zeferina Baldaia e Valdenor Pereira dos Santos
2003 – Fabiana Cristine da Silva e Daniel Lopes
2004 – Deborah Mengich e Benson Cherono
2005 – Nadir Sabino e Rômulo Wagner da Silva
2006 – Margaret Karie Toroitich e Rômulo Wagner da Silva
2007 – Lucélia de Oliveira Peres e Clodoaldo Gomes da Silva
2008 – Alice Jemeli Timbilili e Franck Caldeira
2009 – Marco Joseph e Nancy Jepkosgei Kipron
2010 – Marco Joseph e Kiproech Pasalia Chepkorir
2011 – Mark Korir e Eunice Kirwa

RECORDES

Antes de oficializar a prova, o recordista da Corrida de Reis era Amauri Ribeiro com o tempo de 27’11”. No feminino o recorde da prova era de Viviane Oliveira, que em 95 fez o tempo de 34’28”.
Hoje, depois de oficializada pela Confederação Brasileira de Atletismo, em 97, a Corrida de Reis tem como recordista no masculino Valdenor Pereira dos Santos com o tempo de 29’29”(em 2002). No feminino, o recorde é de Maria Zeferina Baldaia, com o tempo de 34’15”(em 2002).

Mais informações: corridadereis@tvca.com.br | (65) 3614-1790

Comentários encerrados.